Saiba como validar novas ideias de forma rápida antes de gastar com desenvolvimento de soluções que você não sabe se vai funcionar.

Quantas vezes você já ouviu esta frase:

“Não sei você, mas eu tenho boas ideias todos os dias, honestamente só me falta sorte para ficar rico.”

Não é difícil encontrar pessoas com este discurso. Não deixa de ser verdade quando falamos de ter muitas ideias, até mesmo pessoas que não se consideram criativas, certamente pensa em várias formas de resolver pequenos problemas nos seu dia a dia. Por outro lado, será que realmente estas ideias só precisam de sorte para ser transformadas em realidade? Qual é o valor real das ideias?

Outra fase comum é algo do tipo:

“Tenho uma excelente ideia, mas prefiro não ficar falando para que ninguém me roube ela.”.

Quem nunca passou por isso? A verdade é que criar novas soluções para resolver problemas, não é simplesmente uma boa ideia, e se você acredita nisso, sinto muito em decepcioná-lo, mas a verdade é que ideias não vale nada!

Sim, no mundo que possui atualmente quase 8 Bilhões de pessoas, dificilmente alguém ainda não passou pelos mesmos problemas que você quer resolver e provavelmente já pensou em soluções parecidas com a suas.

Claro que cada solução passa por muitas variantes para cada tipo de população: Cultura, questões econômicas, sociais, tecnológicas e muitas outras. Mas no mundo globalizado que vivemos, eu apostaria que sim, alguém já deve ter pensado nesta ideia.

Então o que devemos fazer já que provavelmente todo mundo esta pensando em soluções para todos os problemas o tempos todo?

Mudar a forma de pensar, entender que ideia de solução não vale nada como comentei acima, você precisa validar suas ideias de forma rápida e prática, sem apegos emocionais, isso é um princípio básico de inovação. Não gaste tempo e esforço com algo que não sabe se realmente funciona.

Mas antes de validar sua ideia, você precisa levar em conta algumas questões importantes como:

Qual é o real problema que você quer resolver?

Se isso não estiver muito claro você pode entrar em um caminho sem volta, por conta do apego que normalmente criamos com nossas ideias.

Para validar novas ideias de forma rápida, foque no que realmente importa.

É comum já pensarmos em soluções completas quando o problema que precisa ser resolvido é apenas um, comece por ele, e só depois de garantir que ele esta resolvido acrescente novas soluções a suas ideias.

Entenda a dor do usuário.

Perceba que nem sempre as ideias que você tem, são para resolver problemas que você possui, isso pode te dar uma percepção distorcida do problema que pretende resolver. Você precisa ter empatia pelo usuário das sua solução, se coloque no lugar dele e entenda se o que você está propondo faz realmente sentido para ele assim como faz para você. Se ainda assim você acredita que sua ideia é boa, valide isso com as pessoas próximas e não tenha medo de que sua ideia seja roubada.

Thomas Edson disse que boas ideias partem de 1% de inspiração 99% de transpiração, ou seja, o que vai te diferenciar das outras pessoas que pensaram em ideias iguais as suas, será a sua capacidade de tirar ela do papel.

Novas ideias não precisam necessariamente ser um produto novo, você pode por exemplo, mudar a forma como um produto é consumido, para tentar resolver problemas com a forma de consumo atual, isso é inovar. Veja o caso do Spotfy, uma ideia que acabou com o formato de consumo de música através do CD, ou a Netflix que praticamente deu fim às locadoras de vídeo. Porém, ainda que sua ideia não seja um novo produto, ela deve ser validada antes de ser desenvolvida.

Lembre-se! Validar suas ideias é a forma mais rápida e prática de focar seu tempo no que realmente importa. Para isso, vão aqui algumas sugestões:

  1. Pergunte a seus amigo o que eles acham da sua ideia, peça opiniões sinceras sobre o assunto, muito provavelmente eles devem ter passado pelos mesmos problemas e podem te ajudar com boas dicas sobre sua ideia.
  2. Converse com pessoas que conheçam do assunto, ter a opinião de um especialista pode te mostrar pontos de vistas que você não tinha se atentado, fazendo com que você faça ajustes na sua proposta ou até entendendo que não faz sentido seguir com ela.
  3. Pesquise quais soluções já existem para resolver o mesmo problemas, este processo é chamado de Benchmark, e ele ajuda você entender como este tipo de solução é comercializada e quanto o cliente costuma pagar por isso.
  4. Qual o diferencial da sua ideia? Pense em quais motivos farão os usuários escolher a sua solução e não outras que já existem.
  5. Defina como você vai rentabilizar sua ideia, afinal ninguém vive de luz, não é mesmo? Pense em como você vai cobrar pela solução que você esta entregando, estude qual formato faz mais sentido para a sua ideia, valor fixo, assinatura mensal ou simplesmente divulgação de anúncios.
  6. Crie um protótipo de baixo custo para realizar interações com as pessoas que vão utilizar sua solução, isso pode ser feito de forma digital ou física com papel, o importante é validar se tudo vai acontecer como você imaginou. É muito comum encontrar novos pontos de atenção quando se faz este tipo de exercício.

Pode não parecer, mais levar em conta estes pontos antes de investir no desenvolvimento de uma nova solução, poder fazer você economizar muito dinheiro com seu projeto. A nossa proposta não é fazer você desistir de ideias que você acredita, pelo contrário, queremos que você invista de forma mais assertiva em ideias que realmente vale a pena, economizando tempo e dinheiro em seus projetos.

Agora que você já leu nosso post: Saiba como validar novas ideias de forma rápida antes de gastar com desenvolvimento, não deixe de ver também: Como trabalhar inovação na sua empresa.

Espero que tenha ajudado, um abraço e até a próxima!